Voltar para a tela anterior.

Toigo repercute bons resultados de pesquisa sobre o SIM Caxias


Números apontaram que, para 97,2% dos entrevistados, o deslocamento melhorou


O vereador Gustavo Toigo/ PDT ocupou a Tribuna no Grande Expediente desta quarta-feira (06/09) para repercutir a pesquisa realizada pela Associação dos Usuários do Transporte Coletivo de Caxias do Sul (Assutran) a respeito dos impactos do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM Caxias). Implantado em abril do ano passado, durante a gestão do prefeito Alceu Barbosa Velho/ PDT, o SIM teve avaliação positiva pela maior parte dos mais de 16 mil entrevistados.

O estudo indicou que o SIM Caxias melhorou o deslocamento diário de 97,2% dos que responderam ao questionário. Para 98,4%, o novo modelo de transporte coletivo gerou economia, em função das integrações tarifárias proporcionadas com a finalização e inauguração das duas Estações Principais de Integração (EPIs). O parlamentar ainda destacou os investimentos realizados com sinalização horizontal e vertical, paradas de ônibus e pavimentação de corredores de ônibus em concreto armado.

“O SIM Caxias foi um sistema muito planejado, com objetivo de melhorar a mobilidade do caxiense. Qualificar o transporte coletivo foi uma decisão acertada. Foi uma decisão de governo para os que precisavam se deslocar no dia a dia, para os estudantes, os trabalhadores, e é nossa obrigação, inclusive, fornecer um serviço de transporte coletivo de maneira eficiente”, destacou Toigo.

A pesquisa ainda revelou que, para 83,3%, o funcionamento do SIM nos horários de pico é bom. Quanto às mudanças implantadas pela atual administração pública, como a volta de conversões à direita em alguns pontos, 90% disseram que não concordaram. Em relação à segurança nas EPIs, 91% avaliaram como boa. O estudo da Assutran foi realizado entre os dias 23 e 26 de agosto, em diversos pontos da cidade.

 

06/09/2017 - 16:21
Gabinete do Vereador Gustavo Toigo/PDT
As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo