Voltar para a tela anterior.

Edital do transporte coletivo domina reunião regional da UAB

Assessoria do vereador Felipe Gremelmaier participou de encontro no Madureira


O novo edital para licitação para concessão do transporte público coletivo de Caxias do Sul foi o principal assunto da oitava e última reunião regional sobre o tema promovida pela União das Associações de Bairros (UAB) na noite de terça-feira (17/09). A assessoria do vereador Felipe Gremelmaier/MDB participou do encontro, que também contou com lideranças comunitárias, representantes da concessionária Visate e de outros segmentos, no Centro Comunitário do Bairro Madureira.

Desta vez, a discussão envolveu a Região Centro da UAB, que abrange 20 bairros. Entre eles estão Centro, Madureira, Jardim América, São Pelegrino, São Leopoldo, Lourdes, Sagrada Família, 1º de Maio, Universitário, Jardelino Ramos, Jardim América, Cristo Redentor, Panazzolo, Pio X e Vale da Esperança.

A maioria dos participantes da reunião demonstrou preocupação com o futuro do transporte público, já que o contrato entre a Prefeitura e a Visate se encerra em maio de 2020. A Administração Municipal deixa em segredo o que pretende exigir no próximo edital, mas já antecipou que exigirá duas empresas prestadoras do serviço. O sigilo da Prefeitura e a falta de diálogo com a comunidade sobre tema tão importante fizeram com que a UAB se antecipasse e promovesse as oito reuniões regionais, para que lideranças comunitárias expusessem suas opiniões sobre o serviço. Já havia promovido encontros das regiões Esplanada, Desvio Rizzo e Forqueta, Santa Lúcia, Fátima, Ana Rech, Cruzeiro e Galópolis/Rural.

No encontro de terça-feira, o presidente da UAB, Valdir Walter, anunciou que logo solicitará à Câmara Municipal uma audiência pública para ampliar o debate sobre o próximo edital.

Diante de questionamentos sobre a atual prestação de serviços, o diretor-geral da Visate, Gustavo Marques dos Santos, explicou que a empresa cumpre com o contrato e que a gestão do serviço, como mudança de horários, linhas e paradas, é responsabilidade da Secretaria Municipal de Transporte.

Questionado sobre atrasos de ônibus, o diretor atribuiu à falta de prosseguimento da Prefeitura no sistema de troncalização do transporte público.

A atual Administração Municipal herdou duas Estações de Transbordo (Imigrante e Floresta), deixadas prontas pela gestão anterior. Prometeu ampliar para 11, mas até hoje nenhuma nova estação foi construída. A prefeitura foi criticada por não ter plano de mobilidade urbana, ignorando o crescimento da cidade, que já tem 520 mil habitantes.

A Visate alega que destina verba para manutenção e construção de paradas, mas que a Prefeitura não utiliza o dinheiro para melhorar essas estruturas à população. A gratuidade, as condições dos ônibus e o valor da tarifa também foram debatidos na reunião regional do Centro. São assuntos importantes para voltarem à pauta em audiência pública

18/09/2019 - 11:06
Gabinete do Vereador
Câmara Municipal de Caxias do Sul

As matérias publicadas neste espaço são de total responsabilidade dos gabinetes dos vereadores.

Ir para o topo