Voltar para a tela anterior.

Plenário caxiense se coloca contra aumento de salários dos poderes em discussão na AL gaúcha


Uma moção nesse sentido foi aprovada pela unanimidade dos vereadores, na sessão desta quinta-feira (08/11)


Os parlamentares de Caxias do Sul, por unanimidade, se posicionaram contrários à proposta de aumento dos salários dos poderes em discussão na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Uma moção (nº 21/2018) que trata do assunto foi aprovada durante a plenária desta quinta-feira (08/11). Assinam como autores do documento os parlamentares Paula Ioris/PSDB, Adiló Didomenico/PTB, Chico Guerra/PRB, Denise Pessôa/PT, Felipe Gremelmaier/MDB, Flavio Cassina/PTB, Gustavo Toigo/PDT, Neri, O Carteiro/SD, Paulo Périco/MDB, Rafael Bueno/PDT e Rodrigo Beltrão/PT.

De acordo com o texto, se ocorresse acréscimo nos salários aos servidores do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Justiça Militar, do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público e do Legislativo gaúcho, chegaria a um montante de R$ 150 milhões anual. Para os vereadores, “preocupa, sobremaneira, a intenção de aumentar os salários dos membros dos poderes de forma automática, sem passar por votação na Assembleia Legislativa; e, ainda, o que consideramos mais grave, ignorando se existem ou não condições orçamentárias e os impactos financeiros de tal medida para as finanças públicas gaúchas”.

No entendimento dos parlamentares caxienses, o reajuste inflacionário é um direito de todas as categorias que ressentem as mudanças nos preços das mercadorias e serviços no país, porém comentam a necessidade de também repensá-lo neste momento, tendo em vista que o Estado não consegue nem pagar em dia os salários atuais. “Enquanto faltam empregos, a renda da população gaúcha diminui, empresas fecham, as filas por atendimento do SUS (Sistema Único de Saúde) aumentam, faltam efetivos policiais e a violência cresce, falar em reajuste é uma insensatez e uma afronta aos gaúchos que sentem na pele os efeitos dessa crise”, avaliam os integrantes do Parlamento de Caxias do Sul.

Dessa forma, pedem bom senso às deputadas e aos deputados gaúchos e indicam o encaminhamento de cópia da moção a cada um deles. Ainda durante a apreciação do documento, a vereadora Paula Ioris/PSDB considerou ser necessária responsabilidade diante da falta de recursos estaduais. Toigo também cogitou ser preciso uma cota de sacrifício dos servidores até que a situação financeira se normalize ou se ajuste um pouco. Para a vereadora Gladis Frizzo/MDB, é uma vergonha discutir reajuste salarial enquanto o Estado não sair do buraco.

Muito indignado, o pedetista Rafael Bueno lamentou que os três senadores gaúchos não estiveram presentes para votarem contra o aumento de 16% nos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Esse percentual foi aprovado no Senado ontem (07/11), num placar de 41 a 16 votos, e agora segue para a sanção do presidente Michel Temer/MDB. Os senadores também aprovaram um segundo projeto que reajusta em 16% o salário para o cargo de procurador-geral da República. Os vencimentos passarão de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. A proposta foi aprovada de forma simbólica, sem contagem de votos, e deverá refletir, em cascata, nas outras esferas públicas. “Nessa hora, cadê nossos senadores, todos fujões”, classificou Bueno.

Outros parlamentares também criticaram a atitude dos senadores do Rio Grande do Sul. Ainda defenderam o não acréscimo salarial de ministros e cargos dos três poderes na esfera estadual: Adiló Didomenico/PTB, Arlindo Bandeira/PP, Chico Guerra/PRB, Felipe Gremelmaier/MDB, Kiko Girardi/PSD, Renato Nunes/PR, Renato Oliveira/PCdoB, Ricardo Daneluz/PDT e Velocino Uez/PDT, o qual aproximou o debate para o âmbito caxiense, relatando que os vereadores são muito responsáveis e procuram zelar pelo menor gasto público, até mesmo abrindo mão de diárias a que teriam direito.

 

DELIBERAÇÃO SOBRE MOÇÃO Nº 21/2018

Vereador - Partido - Voto

ADILÓ DIDOMENICO PTB Sim

ALBERTO MENEGUZZI PSB Presente

ALCEU THOMÉ PTB Sim

ARLINDO BANDEIRA PP Sim

CLAIR DE LIMA GIRARDI PSD Sim

DENISE DA SILVA PESSÔA PT Sim

EDI CARLOS PEREIRA DE SOUZA PSB Sim

EDSON DA ROSA MDB Sim

FELIPE GREMELMAIER MDB Sim

FLÁVIO GUIDO CASSINA PTB Sim

FRANCISCO ANTÔNIO GUERRA PRB Sim

GLADIS FRIZZO MDB Sim

GUSTAVO LUIS TOIGO PDT Sim

NERI ANDRADE PEREIRA JUNIOR SD Sim

PAULA IORIS PSDB Sim

PAULO FERNANDO PERICO MDB Sim

RAFAEL BUENO PDT Sim

RENATO DE OLIVEIRA NUNES PR Sim

RENATO JOSÉ FERREIRA DE OLIVEIRA PCdoB Sim

RICARDO DANELUZ PDT Sim

RODRIGO MOREIRA BELTRÃO PT Não Votou

VELOCINO JOÃO UEZ PDT Sim

WAGNER PETRINI PSB Sim

08/11/2018 - 13:51
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Vania Espeiorin - MTE 9.861

Ir para o topo