Voltar para a tela anterior.

Denise Pessôa pede solidariedade com clubes de mães e denuncia situação no PA 24H


A vereadora defendeu a importância dos grupos de mulheres para a comunidade e leu carta aberta dos pediatras plantonistas do PA


Pedidos de apoio dos clubes de mães e atenção à situação do Pronto Atendimento (PA) 24 Horas mobilizaram a vereadora Denise Pessôa/PT, na sessão ordinária desta terça-feira (25/09). A parlamentar disse que acompanha os clubes de mães do município e presencia as contribuições dos grupos para a comunidade, além da mudança de vida para as participantes.

Em relação a essa união de mulheres, defendeu ser uma das maiores organizações femininas de Caxias do Sul, tendo grande representatividade, que carece de reconhecimento e valorização por parte do poder público. Destacou que a Associação de Clubes de Mães de Caxias do Sul (ACMCS) possui, atualmente, 86 clubes filiados.  “São espaços de saúde, bem-estar e de transformação. E isso não apenas na vida delas, mas na vida de toda comunidade”, afirmou a vereadora.

Também foi relembrado que a primeira-dama do município, por tradição, sempre ocupa o cargo de presidente de honra dos clubes de mães, sendo sugerido que acompanhe e apoie as atividades da organização. Diante disso, Denise fez um convite público à primeira-dama, Andrea Marchetto Guerra, para que se solidarize com a causa, advogando a favor do Clube de Mães Santa Rita de Cássia e participando das reuniões da ACMCS.

Em aparte, a vereadora Gladis Frizzo/MDB apontou que o Estatuto do Idoso prevê destinação privilegiada de recursos públicos nas áreas relacionadas com a proteção ao idoso; também leu a manifestação escrita por Cecília Pozza, presidente do Conselho Municipal de Política Cultural. “Os clubes de mães são grandes responsáveis pela perpetuação dos saberes e fazeres das comunidades. Isso é patrimônio cultural imaterial”, escreveu Cecília.

Denise Pessôa aproveitou a oportunidade para falar sobre a atual situação do Pronto Atendimento 24 Horas de Caxias do Sul, que frequentemente tem falta de profissionais para atendimento. Da tribuna, fez a leitura da carta aberta dos pediatras plantonistas do PA e questionou as intenções do Executivo em relação à saúde.

A petista acredita que as medidas de troca de escala sem aviso prévio pretendem sucatear o atendimento do órgão e pediu atenção para a demanda. “Todos os outros problemas podem esperar, mas a vida das pessoas e o serviço de urgência não podem. Brincar com isso é brincar com a vida”, lamentou.

25/09/2018 - 12:27
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a): Vania Espeiorin - MTE 9.861
Redator(a): Juli Hoff

Ir para o topo