Voltar para a tela anterior.

Câmara entrega honraria pelo centenário do Exército Brasileiro em Caxias do Sul


A solenidade lotou o plenário do Legislativo, na noite da última quinta-feira (19/07)


O Comando Militar do Sul recebeu da Câmara Municipal de Caxias do Sul uma homenagem pelos 100 anos de presença do Exército Brasileiro na cidade. A sessão solene ocorreu na última quinta-feira (19/07) e lotou o plenário do Legislativo caxiense. Primeiro vice-presidente da Casa, o parlamentar Ricardo Daneluz/PDT conduziu a cerimônia e o vereador Edson da Rosa/MDB, que é um dos proponentes da distinção, fez o pronunciamento em nome do Legislativo. Pelo Comando Militar do Sul, se manifestou o general Antônio Miotto. A solene também contou com a saudação do prefeito Daniel Guerra/PRB, com a presença do comandante do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea (GAAAe), coronel Leandro Fernandes Moraes, e, por fim, com uma bênção do bispo diocesano de Caxias do Sul, Dom Alessandro Ruffinoni. Os hinos tiveram acompanhamento da percussão da Fanfarra do 3º GAAAe.

Em Caxias do Sul, o Exército foi criado oficialmente em meio a uma convenção no salão do antigo Cinema Ideal, pela alta sociedade caxiense, no dia 3 de setembro de 1916. Inicialmente, tinha características idênticas de um clube de tiro e seu principal momento foi em 1918, quando passou a ser um órgão confederado. A comemoração data, anualmente, sempre em 22 de junho. Da tribuna, durante a solene desta quinta-feira (19/07), o vereador Edson da Rosa/MDB, que já foi capitão do Exército, destacou o empenho e a responsabilidade do órgão no Brasil e mencionou as diversas autoridades envolvidas na trajetória caxiense.

“É uma instituição permanente e fundamental na formação da nacionalidade brasileira, sempre presente em momentos cruciais da história do Brasil, ligando-se com sua própria história militar e atuando vitoriosamente na manutenção da unidade nacional. A presença e a ação do Exército na construção da história do país sempre estiveram em sintonia com os desejos do povo brasileiro, nunca negando apoio à sociedade nos momentos de calamidade ou quando se sentiu ameaçada em seus valores democráticos, culturais e liberais”, frisou Edson.

À frente do Comando Militar do Sul, general Antônio Miotto agradeceu ao Legislativo pela homenagem e destacou a atuação de autoridades como o Marechal Cândido Rondon (1865-1958) e o Duque de Caxias (1803-1880), esse último considerado patrono do Exército. Citou o significado do Exército Brasileiro e algumas de suas lutas, desde a origem, em 1648.

“Começou na Batalha de Guararapes, onde negros, índios e brancos se uniram para expulsar o invasor, a Companhia das Índias. É o Exército que luta contra todos os invasores do território nacional e desenha as fronteiras nacionais. Luta pela liberdade do povo, na Inconfidência Mineira, na Independência do Brasil, na República. Luta pela soberania nacional, pela paz interna, pela igualdade racial e deflagra a abolição da escravatura”, ressaltou. Conforme o general, hoje, na escola de sargentos, 65% dos integrantes são afrodescendentes.

Miotto ainda salientou que o Exército está nos mais distantes espaços do Brasil e seus militares se doam permanentemente. Ao observar na plateia vários jovens militares, disse que vale a pena “ser honesto, ter uma família, trabalhar, ter mérito nas coisas, respeitar, estudar, não usar drogas, não ser corrupto”. E finalizou com uma sugestão: “Não saiam do país e tenham confiança no Brasil. Temos de ter confiança no Brasil”.

Também a respeito dos jovens, em seu discurso, o prefeito Daniel Guerra informou que, neste ano, mais de 3,3 mil jovens já se alistaram para o serviço militar, “muitos com forte desejo de fazer parte desse grupo, o que demostra a seriedade e a grandeza do nosso quartel ao longo dos anos”. Mencionou tal dado porque a Junta Militar funciona no terceiro andar do Centro Administrativo. Segundo o chefe do Executivo, “é um orgulho para a prefeitura fazer parte desta história (do Exército na cidade)”, e sublinhou que o município traz em seu nome uma homenagem ao patrono do Exército Brasileiro: Duque de Caxias. Ao concluir o pronunciamento, Guerra entregou aos representantes oficiais do Comando Militar do Sul e do 3º GAAAe a Medalha Monumento ao Imigrante, considerada maior honraria concedida pelo Executivo caxiense.

O requerimento 59/2018, que definiu a homenagem ao Comando Militar do Sul, foi aprovado por unanimidade do plenário e é de autoria coletiva. Assinaram o documento os vereadores Adiló Didomenico/PTB, Edson da Rosa/MDB, Felipe Gremelmaier/MDB, Flavio Cassina/PTB, Gladis Frizzo/MDB, Gustavo Toigo/PDT, Kiko Girardi/PSD, Paula Ioris/PSDB, Paulo Périco/MDB e Velocino Uez/PDT.

20/07/2018 - 13:01
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Vania Espeiorin - MTE 9.861

Ir para o topo