Voltar para a tela anterior.

Controladora-geral do município aponta estabilidade e prudência nas contas da cidade


Carolina Santos Cavani detalhou o balanço quadrimestral em audiência pública do Legislativo caxiense


Estabilidade e prudência, no andamento das contas da cidade, foram apontadas pela controladora-geral do município, Carolina Santos Cavani, em audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário, presidida pelo vereador Gustavo Toigo/PDT. Aos parlamentares do Legislativo caxiense, ela detalhou o balanço quadrimestral (janeiro a abril de 2018) da cidade. O ato aconteceu na sala das comissões da Câmara Municipal.

No comparativo de receitas entre o exercício de 2018 com igual período de 2017, a controladora tratou de ISSQN (4,46%), IPTU (28,42%), taxa de lixo (38,19%), ITBI (-15,56%), ICMS (-7,98%) e dívida ativa (28,20%). Ela apontou preocupação diante da queda, na arrecadação de ITBI. Mesmo assim, garantiu que o prazo de emissão das guias de cobrança tem ficado na média de cinco dias úteis.

Quanto ao endividamento, Carolina informou uma dívida consolidada líquida de R$ 219.524.179,11 e uma receita corrente líquida de R$ 1.540.003.084,36. Sustentou haver um estágio tranquilo de percentual comprometido, de 14,25% sobre um limite legal de 120%. Em relação à despesa com pessoal, o índice é de 44,45%, diante de um teto permitido de 54%.

Entre outras autoridades, também participaram da reunião os vereadores Adiló Didomenico/PTB, Chico Guerra/PRB, Felipe Gremelmaier/PMDB, Flavio Cassina/PTB, Paula Ioris/PSDB, o secretário de Governo Municipal, Luiz Caetano.

Além do vereador-presidente Gustavo Toigo/PDT, integram a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário os vereadores Adiló Didomenico/PTB, Chico Guerra/PRB, Elói Frizzo/PSB e Flavio Cassina/PTB.

25/05/2018 - 18:02
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Fábio Rausch - MTE 13.707

Ir para o topo