Voltar para a tela anterior.

Legislativo entrega Medalha Zumbi dos Palmares


Três personalidades receberam comenda nesta terça-feira no plenário da Câmara Municipal


Na Semana da Consciência Negra, a Câmara Municipal entregou na noite desta terça-feira (21/11) a Medalha Zumbi dos Palmares a três personalidades dessa comunidade. Os agraciados foram a professora Bruna Letícia de Oliveira Santos, o pai de santo José Roberto da Silva Almeida, o Pai Beto de Oxumaré, e o líder comunitário Valdir Vieira da Silva, o Valdir Negrão.

Os nomes foram indicados pelos líderes de bancada e pelo Conselho Municipal da Comunidade Negra (Comune). O vereador Edson da Rosa/PMDB apresentou os homenageados, em um discurso que destacou importância comunitária e características em comum entre eles.

O parlamentar destacou que Bruna, Pai Beto e Valdir atuam na defesa dos direitos humanos e da cidadania, no combate à discriminação e ao preconceito, à promoção da vida, e na evolução das relações de trabalho e inclusão social.

Edson da Rosa lembrou que, depois da Nigéria, é no Brasil que reside a maior população negra do mundo. Avaliou que essa comunidade teve avanços na sociedade, embora ainda viva em desvantagem social e seja discriminada. O parlamentar leu a biografia dos agraciados.

Com 25 anos, Bruna Letícia de Oliveira dos Santos é professora no Centro de Atenção à Criança e ao Adolescente Murialdo Santa Fé. Docente de história, ela pesquisa a História do Brasil no Século XIX, com ênfase na experiência das mulheres negras escravizadas.

É uma fundadora do Coletivo Criadora Negra RS, que viabiliza intercâmbio entre profissionais, possibilitando a troca de conhecimento e experiências para colaborar com mulheres negras.

José Roberto da Silva Almeida, o Pai Beto, é porto-alegrense com 55 anos, morador de Caxias do Sul e pai de santo. Formado em auxiliar de enfermagem, trabalhou no Hospital Pompéia, de 1994 a 1997.

O homenageado também se formou como paramédico, na Costa Rica, e é escultor. Auxilia pacientes de baixa renda e sem renda, além de ser engajado em campanhas sociais e na defesa dos direitos humanos.

Caxiense com 53 anos, Valdir Vieira da Silva, o Valdir Negão, atua há mais de 16 anos junto à União das Associações de Bairros (UAB), como diretor de Cultura e de Etnias. Presidiu a Escola de Samba Império da Zona Norte, por 11 anos, e por três foi vice-presidente da Escola de Samba Unidos da Zona Norte.

Valdir é presidente do bairro Belo Horizonte e há 10 anos participara do Mutirão de Natal da Zona Norte, que atende mais de cinco mil crianças. Já recebeu homenagens carnavalescas e comunitárias pelo seu trabalho.

Em seu pronunciamento, Bruna falou sobre a importância da resistência negra contra o racismo e das dificuldades de viver em uma sociedade dividida em classes sociais. Pai Beto tratou o desrespeito multiétnico em todos os segmentos, como cultura, saúde e artes. Valdir discursou sobre suas lutas, conquistas e demandas comunitárias no Belo Horizonte e toda a Zona Norte da cidade.

Coordenadora do Comune, Maria Genesi Silveira falou que os homenageados merecem a comenda legislativa não como enaltecimento, mas pelo trabalho deles ser uma forma de vida. Ressaltou a importância comunitária de Valdir Negrão, o empenho de Bruna como educadora, e a caridade de Pai Beto praticada por meio da religião.

Em nome do Executivo, o secretário de Segurança Pública e Proteção Social, José Francisco Mallmann, fez um histórico das medalhas como forma de premiação e da luta de Zumbi dos Palmares no combate à escravidão, destacando que ela até hoje prejudica gerações.

A cerimônia foi conduzida pelo presidente do Legislativo, Felipe Gremelmaier/PMDB, que entregou troféu e diploma ao trio. A comenda se chama Zumbi dos Palmares em referência a essa personalidade negra que lutou pela liberdade e uma sociedade igualitária. Zumbi foi morto em 20 de novembro, considerado por lei o Dia Nacional da Consciência Negra.

Também acompanharam a solenidade os vereadores Renato Oliveira/PCdoB, que fez parte da Mesa Diretora como secretário, Alberto Meneguzzi/PSB e Édio Elói Frizzo/PSB, além de pessoas ligadas à comunidade negra, à religião afro-brasileira, familiares e amigos dos homenageados. A sessão teve apresentação percussionista de Mestre Sapo.

 

 

 

 

 

 

21/11/2017 - 20:51
Assessoria de Imprensa
Câmara Municipal de Caxias do Sul

Editor(a) e Redator(a): Clever Moreira - 8697

Ir para o topo